sábado, 2 de fevereiro de 2013

Exercícios sobre Semântica - Gabarito

1. No enunciado - “Nesse caso por não se preservar na comunidade dependente a correlação natural entre soluções e habilidades disponíveis, surgirão deformações . . .” -, a preposição grifada pode ser substituída, sem alteração fundamental de sentido por:
a) apesar de;
b) a fim de;
c) a despeito de;
d) em virtude de;
e) depois de.

2. Assinale a opção em que o verbo “contar” é empregado com o mesmo sentido que apresenta em - “ainda não se podiam contar”.
a) comece a contar até dez e depois trate de correr;
b) mesmo sem contar que somos amigos, eu lhe daria o emprego;
c) ao morrer, Castro Alves contava menos de vinte e cinco anos;
d) não tenho condições de contar toda a história detalhadamente;
e) contava nunca mais tornar a vê-lo.

3. Assinale a opção em que o elemento “auto” apresenta significação diferente da que tem em autoestima:
a) autodidata;
b) autopeças;
c) auto-suficiente;
d) autobiografia;
e) auto-sugestão.

4. Assinale a opção em que a preposição “por” exprime a mesma ideia que possui em “Falo por palavras tortas”.
a) reze por todos nós;
b) mandou notícias por telegrama;
c) lutamos por um mesmo ideal;
d) um homem prevenido vale por dois;
e) todos o têm por sábio.

5. Marque a sentença que apresenta falha de significado; por confusão vocabular:
a) o perigo era iminente;
b) o tráfico de veículos de grande porte pelo túnel é proibido;
c) foi ratificada a data de chegada do nosso convidado;
d) a discrição de José tem-lhe sido muito útil;
e) se você agir desta maneira, estará infringindo as normas da casa.

5. Assinale a opção que completa corretamente as lacunas da frase abaixo:
“Certas transformações __________ passou a nossa arquitetura não teriam ocorrido, _________ houvesse a intervenção de certos fatores como a diferença de clima e de condições de vida.”
a) por que/ se não;
b) porquê/ senão;
c) porque/ se não;
d) porque/ senão;
e) por que / senão.

6. Assinale a opção em que a troca da expressão grifada pela que está entre parênteses altera sensivelmente o sentido do enunciado:
a) “andou de rota batida uma meia hora” (cerca de);
b) “que o velho José Paulino fizera” (tinha feito);
c) “não vou para o bando dele por causa da minha mãe” (devido a);
d) “era como uma camarinha no meia noite” (que nem);
e) “era um mar de leite por cima das coisas” (sob as).

7. Assinale a opção em que o vocábulo “mais” equivale a “outra vez “ou “de novo”:
a) “no outro dia não voltou mais para trabalhar para aquele homem;
b) “desceu mais, não queria que o vissem assim como estava” ;
c) “e quanto mais andava mais tinha vontade”;
d) “quis correr para que não o visse, mas não o fez, chegou-se mais para perto:”
e) “não era um pobre seleiro de beira de estrada, era mais que um oficial, de bagaceira de engenho.

8. Assinale a opção em que se altera sensivelmente o sentido de - “Era trabalho para o bando. Deixou tudo de lado para o serviço que fazia com toda a sua alma”:
a) era trabalho para o bando, porquanto deixou tudo de lado para o serviço que fazia com toda à sua alma;
b) era trabalho para o bando, por conseguinte deixou tudo de lado para o serviço que fazia com
toda a sua alma;
c) era trabalho para o bando; deixou, pois, tudo de lado para o serviço que fazia com toda a sua alma;
d) como era trabalho para o bando, deixou tudo de lado para o serviço que fazia com toda a sua alma;
e) porque era trabalho para o bando, deixou tudo de lado para o serviço que fazia com toda a sua alma.

9. A frase que tem sentido duplo é:
a) o guarda ouviu o barulho da janela;
b) o barulho da janela, ouviu-o o guarda;
c) o guarda ouviu o barulho que era da janela;
d) foi o barulho da janela que o guarda ouviu;
e) o barulho da janela foi ouvido pelo guarda.

10. Na frase - “Esta qualidade intelectual e técnica se traduz, eventualmente, em produtos que podem trazer prestígio, dinheiro e poder” - o termo sublinhado equivale a:
a) acidentalmente;
b) conseqüentemente;
c) materialmente;
d) necessariamente;
e) igualmente.

11. Assinale o único exemplo em que ocorre erradamente “mal” por “mau” ou vice-versa:
a) tudo para ele fazia mau;
b) não há mal que sempre dure;
c) mal me viu, escapou-se;
d) o seu malgrado é visível;
e) isso aconteceu, mau grado meu.

12) Assinale a única alternativa correta para completar as lacunas:
“Na ______ em que trabalho, informaram-me que a ____da Assembléia Legislativa apreciará hoje o projeto de lei que trata da _______ de uma gleba ao grupo de imigrantes recém-chegados.”
a) secção, sessão,  sessão
b) seção, sessão, cessão
c) sessão, sessão, cessão
d) secção, seção seção

13) Assinale a alternativa que as formas completam corretamente as lacunas, pela ordem.
1. Quando _____ assessorado, o governante comete mais erros
2. O Chapeuzinho Vermelho ______ conseguiu escapar do lobo.
3. Devemos praticar o bem e evitar o _____
4. As crianças _______educadas dão muito trabalho aos pais.
a) mal – mal – mal – mal
b) mau – mal – mal – mal
c) mal – mau – mau – mau
d) mau – mau – mal – mal

14) Assinale a letra correspondente ao que estiver errado:
“O diretor ratificando o que fora dito pelo eminente professor, não deferiu o requerimento do aluno que infligiu as normas”.
a) ratificando
b) eminente
c) deferiu
d) infligiu

15. O orador “ratificou” o que afirmara. O termo destacado pode ser substituído sem prejuízo de sentido por:
a) negou
b) corrigiu
c) frisou
d) confirmou
e) enfatizou

16- (Fuvest- SP)
a) Uma andorinha só não faz verão
b) Nem tudo que reluz é ouro
c) Quem semeia ventos, colhe tempestades
d) Quem não tem cão caça com gato.
As idéias centrais dos provérbios acima são, na ordem:
a) solidariedade- aparência- vingança- dissimulação.
b) cooperação – aparência- punição- adaptação.
c) egoísmo- ambição- vingança- falsificação.
d) cooperação – ambição – consequência- dissimulação
e) solidão – prudência- punição – adaptação.

17) Assinale o segmento em que NÃO foram usadas palavras em sentido conotativo:
(A) Lendo o futuro no passado dos políticos (...)
(B) As fontes é que iam beber em seus ouvidos.
(C) Eram 75 linhas que jorravam na máquina de escrever com regularidade mecânica.
(D) Antes do meio-dia, a coluna estava pronta.
(E) (...) capaz de cortar com a elegância de um golpe de florete.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!