segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Exercícios sobre Orações - Gabarito


01)  No período: “... no fundo eu não estava triste com a viagem de meu pai, era a primeira vez que ele ia ficar longe de nós por algum tempo ...”, a oração sublinhada é:
a) subordinada substantiva predicativa;
b) subordinada adjetiva restritiva;
c) subordinada adverbial de lugar;
d) subordinada substantiva subjetiva.

02)  No trecho: “Todos diziam que ela era orgulhosa, mas afinal descobri que não”, a última oração se classifica como:
a) coordenada sindética adversativa;
b) principal;
c) subordinada substantiva objetiva direta;
d) subordinada adverbial comparativa;
e) subordinada substantiva subjetiva.

03) Marque a alternativa que contém oração subordinada substantiva completiva nominal.
a) “Como fazem os pelintras de hoje para não molhar os pés nos dias de chuva?”
b) “Veio-me a desagradável impressão de que todo mundo reparava nas minhas galochas.”
c) “Um dia as galochas me serão úteis, quando eu for suficientemente velho para merecê-las.”
d) “No restaurante, onde entrei arrastando os cascos como um dromedário, resolvi-me ver livre das galochas.”
e) “No centro da cidade um sol radioso varava as nuvens e caía sobre a rua, enchendo tudo de luz, fazendo evaporar as últimas poças de água que ainda pudessem justificar minhas galochas.”

04)  Assinale o único exemplo em que não ocorre oração subordinada substantiva subjetiva:
a) “Cansativo que seja, urge atravessarmos o campo que banha o Rio Negro antes de anoitecer.”
b) “Todo escritor que surge reage contra os mais velhos, mesmo que o não perceba, e ainda que os admire.”
c) “É preciso que o pecador reconheça ao menos isto: que a Moral católica está certa e é
irrepreensível.”
d) “Sobre a multiplicidade informe e confusa dos bens da matéria é mister que paire a força ordenadora do espírito.”

05)  Somos uma pequena parte do elo, o miolo de envoltórios descomunais que desconhecemos, arrogantes embora, na suposição de que é conosco que Deus se preocupa.
         A última oração do texto deve ser classificada como subordinada:
a) adverbial concessiva;
b) substantiva completiva nominal;
c) adjetiva restritiva;
d) substantiva predicativa;
e) substantiva subjetiva.

06)  “Não sei de onde te conheço.” A classificação correta da oração grifada está na opção:
a) substantiva predicativa;
b) adjetiva restritiva;
c) substantiva subjetiva;
d) substantiva objetiva indireta;
e) substantiva objetiva direta.

07)  “Hoje, a dependência operacional está reduzida, uma vez que o Brasil adquiriu auto-suficiência na produção de bens como papel-imprensa (...)” A oração grifada no período acima tem valor:
a) condicional;      b) conclusivo;        c) concessivo;
d) conformativo;              e) causal.

08)  Assinale o item em que há uma oração adjetiva.
a) Perdão, por Deus, perdão - respondeu o pombo.
b) A pombinha, que era branca sem exagero, arrulhava, humilhada e ofendida com o atraso.
c) Perdeste a noção do tempo?
d) A tarde era tão bonita que eu tinha de vir andando.
e) O pombo caminhava pelo beiral mais alto, do outro lado. Um pouco além, gritavam as gaivotas.

09)  “É preciso (I) levar tudo isso em conta (II) quando se analisa o (III) que está ocorrendo em nossos dias.” A classificação das orações subordinadas sublinhadas é, respectivamente:
a) adjetiva (I), adverbial (II), substantiva (III);
b) substantiva (I), adjetiva (II), substantiva (III);
c) adverbial (I), substantiva (II), adjetiva (III);
d) substantiva (I), adverbial (II), substantiva (III);
e) adverbial (I), adverbial (II), substantiva (III).

10) No período: “Quando o rei Herodes mandou decapitar crianças, eu o levei na fuga para o Egito”, as orações classificam-se, respectivamente:
a) subordinada adverbial temporal / subordinada substantiva objetiva direta / principal;
b) subordinada adverbial temporal / principal;
c) principal / substantiva objetiva direta / coordenada assindética;
d) coordenada sindética conclusiva / coordenada assindética;
e) subordinada adverbial proporcional / principal.

11)  Em “Entende-se bem que D. Tonica observasse a contemplação dos dois”. à oração principal segue-se uma oração subordinada:
a) substantiva subjetiva;
b) substantiva objetiva direta;
c) adjetiva restritiva;
d) adverbial causal;
e) adverbial concessiva.

12) Marque a classificação correta das orações destacadas no período: “Ao analisar o desempenho da economia brasileira, os empresários afirmaram  que a produção e o lucro eram bastante razoáveis.”
a) subordinada adverbial temporal - subordinada substantiva objetiva direta;
b) principal - subordinada substantiva completiva nominal;
c) subordinada adverbial temporal - subordinada adjetiva restritiva;
d) principal - subordinada adverbial final;
e) subordinada adverbial condicional - subordinada substantiva subjetiva.

13)  Marque a alternativa em que a oração destacada não se encontra corretamente classificada.
a) “Parece que eu não acreditava na história” - oração subordinada substantiva subjetiva;
b) “(...) torcíamos para ele subir mais” - oração subordinada adverbial final;
c) “Lembro-me (...) desse jardim que não existe mais.” - oração subordinada adjetiva restritiva;
d) “Lá fora, uma galinha cacareja, como antigamente.” - oração subordinada adverbial
comparativa;
e) “Diziam que São Pedro estava arrastando os móveis” - oração subordinada substantiva subjetiva.

14)  No período “Ah, arrulhou de repente a pomba, quando distinguiu, indignada, o pombo que chegava (...)”, as duas orações subordinadas são respectivamente:
a) adjetiva e adverbial temporal;
b) substantiva predicativa e adjetiva;
c) adverbial temporal e adverbial temporal;
d) adverbial temporal e adverbial consecutiva;
e) adverbial temporal e adjetiva.

15)  “Tal era a fúria dos ventos, que as copas das árvores beijavam o chão.” Neste período, a oração subordinada é adverbial:
a) concessiva;          b) condicional;      c) consecutiva;
d) proporcional;                       e) final.

16)  “Depois que o velho morresse, não teria mais graça saltar o muro para roubar fruta na sua horta.” As duas últimas orações do período são, respectivamente:
a) subordinada substantiva subjetiva / subordinada substantiva completiva nominal;
b) subordinada substantiva objetiva direta / subordinada adverbial final;
c) subordinada substantiva objetiva indireta / subordinada substantiva completiva nominal;
d) subordinada substantiva subjetiva / subordinada adverbial final;
e) subordinada substantiva predicativa / subordinada completiva nominal.

17)  Assinale a classificação correta da oração sublinhada:
“Caíra no fim do pátio, debaixo de um juazeiro, depois tomara conta da casa deserta.”
a) subordinada adverbial temporal;
b) subordinada adverbial proporcional;
c) subordinada adverbial consecutiva;
d) coordenada sindética conclusiva;
e) coordenada assindética.

18)  No período: “E era uma tal multidão de astros a tremeluzir que, juro, às vezes, tinha a impressão de ouvir o burburinho infantil de suas vozes.”, o vocábulo sublinhado introduz uma oração:
a) subordinada adjetiva explicativa;
b) subordinada adverbial causal;
c) subordinada substantiva objetiva direta;
d) subordinada adverbial consecutiva;
e) subordinada adverbial concessiva.

19)  “quando eu quiser sei onde achá-lo”. As rações sublinhadas são classificadas, respectivamente, como:
a) adverbial / adjetiva;           b) adverbial / adverbial;
c) adverbial / substantiva;     d) adjetiva / substantiva;
e) principal / adverbial.

20) Todas as orações estão analisadas corretamente, exceto:
a) Sem que me ajudasses, nada poderia fazer. (sub. adverbial condicional)
b) Os empregados estavam esgotados de modo que  e retiraram imediatamente.(sub. adv.consecutiva)
c) Admira-me que não tenhas podido chegar a tempo. (sub. substantiva subjetiva)
d) “Plante, que o João garante.” (coordenada sindética explicativa)
e) Fazia um calor de fritar ovos no chão. (sub. substantiva completiva nominal)

21)  “(...) fi-la construir de propósito, levado de um desejo tão particular que me vexa imprimi-lo, mas vá lá.” O vocábulo sublinhado introduz oração que denota:
a) tempo;               b) causa;                 c) condição;
d) comparação;                  e) conseqüência.

22) Em “Embora ela tivesse sido alta e clara”, a oração exprime:
a) causa;               b) condição;               c) concessão;
d) conseqüência.                e)finalidade;

23) A oração “Não se verificou, todavia, uma transplantação integral de gosto e de estilo” tem valor:
a) conclusivo;     b) explicativo;     c) adversativo;                    d) alternativo.             e) concessivo;

24) No seguinte grupo de orações sublinhadas:
1) é bom que você venha;
2) não esqueças que és fiel;
Temos orações subordinadas respectivamente:
a) objetiva direta, subjetiva:
b) subjetiva, objetiva direta:
c) objetiva direta, adverbial temporal:
d) subjetiva, predicativa:
e) predicativa, objetiva direta.

25) Todos os períodos são compostos por subordinação EXCETO:
a) não se preocupe que logo a trarei;
b) dei-lhe sinal que saísse logo;
c) todos sabem que o homem é mortal;
d) ele afirmou que não a vira;
e) é tão feio que assusta.

26)  “Estudando sem método, seremos reprovados.”,
é oração reduzida de gerúndio, com valor de subordinada:
a) final;            b) condicional                 c) concessiva:
d) conformativa.                e) consecutiva;

27) “Choveu, portanto haverá boas colheitas”. Em qual das orações abaixo, a conjunção tem o mesmo valor do exemplo acima?
a) saiu, logo que ela entrou;
b) apressa-te, pois o tempo é pouco;
c) vives mentindo; logo, não mereces fé:
d) leve-lhe flores, pois ela aniversaria amanhã;
e) não veio, que estava indisposto.

28) “Passada a tempestade, recolheu as velas”, a oração grifada é reduzida do particípio com
valor de:
a) adverbial temporal;         b) adverbial condicional;
c) substantiva apositiva;      d) substantiva predicativa;
e) adverbial causal.

29) No período - “E quanto mais andava mais tinha vontade”, ocorre idéia de proporção.
Assinale a opção em que tal idéia NÃO ocorre:
a) quanto mais leio este autor menos o entendo;
b) choveu tanto, que não pudemos sair;
c) à medida que corria o ano, o nosso trabalho era
maior;
d) quanto menos vontade, mais negligência;
e) quanto mais se lê, mais se aprende.

30) Assinale o item com oração sub. adjetiva explicativa:
a) nem tudo que reluz é ouro;
b) O aluno que estuda é aprovado;
c) meu irmão, que mora em Petrópolis, está doente;
d) meu irmão que mora em Petrópolis está doente;
e) os cachorros que latem não mordem.

31) No período - “Torna-se, portanto, imperativa uma
revisão conceitual do modelo presente do processo de desenvolvimento tecnológico de modo a levar em conta o fator cultural como dominante”
- a oração grifada traduz:
a) concessão;        b) condição;         c) conseqüência;
d) proporção.         e) comparação;

32)  “O destino do réu depende do juiz. O processo
está com o juiz”. Utilizando-se um só período para reconstruir o que está sendo afirmado, teremos:
a) o processo está com o juiz, embora o réu dependa
do seu destino;
b) o processo está com o juiz, de quem depende o
destino do réu;
c) o processo está com o juiz, cujo réu depende do
seu destino;
d) o processo está com o juiz, a quem depende o destino do réu;

33) A oração "se as locuções repolhudas do ilustre colega são parlamentares", é:
a) subordinada substantiva objetiva direta
b) subordinada substantiva predicativa
c) subordinada adverbial causal
d) subordinada adverbial condicional
e) subordinada adverbial consecutiva

34)  Classifique as orações em destaque do período seguinte: "Ao analisar o desempenho da economia brasileira, os empresários afirmaram que os resultados eram bastante razoáveis, uma vez que a produção não aumentou, mas também não caiu."
a) principal, subordinada adverbial final
b) principal, subordinada substantiva objetiva direta
c) subordinada adverbial temporal, subordinada adjetiva restritiva
d) subordinada adverbial temporal, subordinada objetiva direta
e) subordinada adverbial temporal, subordinada substantiva subjetiva

3 comentários:

  1. Muito bom este questionário, me ajudou muito. Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. exercícios muito bons obrigado!!!
    Alguém poderia explicar por que na questão 6 é E e não C
    E na questão 4 é B e não C

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na questão número 06, o sujeito da 1ª oração é simples "eu" - Não sei...- logo a segunda oração não pode ser subjetiva. A pergunta é feita depois do verbo - Não sei o que? Quando fazemos a pergunta "o que?" depois do verbo encontramos o objeto direto, mesmo preposicionado.
      Na questão número 04, o primeiro "que" é pronome relativo, os demais são conjunções concessivas. Para ser oração substantiva, o "que" deve ser conjunção integrante.

      Excluir

Deixe seu comentário!